Jornalista iraniana encabeça campanha por mais liberdade às mulheres

Gabriela Ferigato

 
Quando a jornalista iraniana Masih Alinejad divulgou uma foto sua sorrindo sem o hijab, o véu obrigatório do país, seguida da hashtag #mystealthyfreedom (minha liberdade furtiva, na tradução literal) não imaginava que teria quase um milhão de mulheres seguindo seus passos e reivindicando um direito básico. 
No Irã, uma mulher vista em público sem o véu pode receber até setenta chibatadas e ser condenada a até dois meses de prisão. “Se você não pode controlar o que coloca na sua cabeça, como pode controlar o que está dentro dela?”. 

Crédito:reprodção/Facebook/Masih Alinejad

Masih Alinejad lançou o projeto "My Stealthy Freedom" em 2014. A página já conta com quase um milhão de seguidoras

O questionamento virou o lema do projeto, iniciado em maio de 2014, onde iranianas mandam fotos sem o véu na cabeça e ao ar livre. “Eu detesto o hijab. Eu também gosto de sentir o sol e o vento no meu cabelo. Isso é um grande pecado?”, diz uma das mulheres que participaram do movimento. 

De acordo com Masih, no começo as pessoas julgaram a inciativa ou extremamente ambiciosa ou muito trivial. “Ambiciosa porque a obrigatoriedade é parte fundamental da fachada da República Islâmica. Ao mesmo tempo, muitos sentiram que havia outras questões mais importantes, mas eu argumentei que se as mulheres não podem determinar a sua própria roupa, que é um direito básico, não podem vencer seus outros direitos”.

A repercussão da campanha incomoda o governo islâmico desde o lançamento. Masih, que hoje vive exilada no Reino Unido, conta que o canal de televisão do governo criou matérias dizendo que ela havia sido estuprada em Londres e que era uma agente da CIA, agência de inteligência civil dos Estados Unidos.

“A razão para a reação hostil foi o apoio imediato e esmagador de mulheres iranianas que desafiaram o uso obrigatório do hijab”, comenta. Há alguns meses, uma política recém-eleita afirmou que a questão deve ser abordada, até não ser mais obrigatório. Um dia depois, foi forçada a se retratar. 

Segundo a jornalista, o governo emitiu avisos públicos e declarações oficiais, nas orações de sexta-feira, para que as mulheres não deixem seu hijab. Em 2014, 3,6 milhões de mulheres receberam a polícia avisando sobre o véu. Neste ano, 40.000 carros foram apreendidos porque as motoristas do sexo feminino não usavam corretamente seus hijabs.

Crédito:reprodução/Facebook/ mystealthyfreedom

“O governo colocou cartazes em massa em todo o país para defender o hijab obrigatório e não ceder às tentações do MyStealthyFreedom. Ao mesmo tempo, há uma maior vigilância da polícia e mais guardas nas universidades. A hipocrisia é que os membros do governo não acham que o véu tem que ser obrigatório em escolas privadas de educação ocidental”.

Ao longo de 18 meses de campanha, a jornalista já sofreu diversas ameaças de morte, além de constantes tentativas de hackeamento ao seu e-mail e na página do projeto. 

Questionada sobre a cobertura da mídia iraniana à campanha, Masih destaca que todas as estações de rádio e TV do país são administradas pelo governo. “Qualquer violação de questões sensíveis à República Islâmica pode resultar no fechamento do jornal, por isso mesmo as chamadas publicações independentes ‘pisam em ovos’ quando o assunto é hijab. É uma linha vermelha. Não podemos esperar que a mídia no Irã acompanhe esse assunto de forma imparcial e justa”.

#Mulheresqueinspiram
 
Que mulher te inspira?
Conte para nós quem é e faça uma homenagem a ela.


Jornalistas de “alma feminina” escrevem para mulheres sob ponto de vista masculino


Mulheres em cargos de chefia comentam a ascensão e remuneração do mercado trabalho


Blogueiros de conteúdos masculinos viram leitores por um dia de publicações femininas


Páginas de beleza ganham novas adeptas e tornam próspera a profissão blogueira


Blogueiros "machões" viram leitores por um dia de publicações femininas
 
 
Que mulher te inspira?
Conte para nós quem é e faça uma homenagem a ela.
  Portal IMPRENSA  
   
  Notícias Revista IMPRENSA IMPRENSA Mídia

IMPRENSA na TV

Eventos Oficinas Anuncie Contato  
  Home Home Home Programas Home Cursos Home Editora  
  Opinião Assine Edição do Mês Canal no Youtube Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Conheça + Portal IMPRENSA Redação  
  Especiais Edição do Mês     Prêmio SEBRAE de Jornalismo Descontos Revista IMPRENSA    
  PR Newswire Acervo IMPRENSA     Troféu Mulher IMPRENSA Regulamento IMPRENSA Mídia    
          Fórum Água em Pauta Contato      
          Fórum Liberdade de Imprensa        
          Fórum AIDS e o Brasil        
          Mídia.JOR        
                   


Imprensa Editorial Ltda.
R. Camburiú, 505 - 2º andar - Alto da Lapa | São Paulo/SP CEP 05058-020
www.portalimprensa.com.br | Tel: 011 3729 -6300/4800
.