Jornalistas criam recursos para cobertura dos Jogos Paralímpicos de 2016

Gabriela Ferigato

 
No fim do ano passado, várias equipes formadas por mulheres jornalistas participaram de uma maratona de programação, conhecida como “hackatona”, com o intuito de expandir o conhecimento dos esportes e história dos Jogos Paralímpicos e promover mulheres no jornalismo digital.

Patrocinado pelo Comitê Olímpico e Paralímpico da Rio 2016, o evento contou com a ajuda das Chicas Poderosas, organização fundada pela jornalista digital Mariana Santos. Os times vencedores foram As Ousadas e Perfis (confira as propostas abaixo), que poderão cobrir os Jogos Paralímpicos com os times de comunicação das Paraolimpíadas e Olimpíadas Rio 2016.

Crédito:reprodução/Facebook/Chicas Poderosas
Evento, que aconteceu no ano passado, teve ajuda do grupo Chicas Poderosas

De acordo com Adriana Garcia Martinez, diretora de comunicações da Rio 2016, quase sessenta jornalistas participaram do evento. Foram criados infográficos para comunicar as diferentes classes paralímpicas, um guia de boas práticas para lidar com pessoas com deficiência e infográficos listando a performance histórica de modalidades.

Para Adriana, o tema ainda é bastante novo no Brasil e o foco ainda está muito em cima dos Jogos Olímpicos. “Quando as pessoas perceberem que podem ver alta performance, brasileiros no pódio todo dia e conhecer os parques olímpicos a 10 reais o ingresso, irão com certeza procurar os ingressos quando os Jogos Olímpicos acabarem (dos 3 milhões de ingressos, 2 milhões têm ingressos a 10 reais, com meia entrada a 5 reais)”, comenta. 

Em 2012, havia 21.000 membros da mídia acreditados para o Jogos Olímpicos e a expectativa para esse ano é que o número seja parecido. Sobre a estrutura oferecida para a imprensa, Adriana destaca que há uma área de Media Operations que se dedica a dar toda a infraestrutura informacional.

A Rede de Jornalistas Internacionais (IJNet) listou os principais projetos apresentados na hackatona.

As Ousadas
As Ousadas desenvolveu um guia sobre como abordar pessoas com deficiências. Criado por Nathalia Levy, Camille Rodrigues, Beatriz Blanco e Jéssica Ferrara, o guia demonstra como interagir com pessoas com deficiências físicas, auditivas e visuais.

Chicas Funcionais
Equipe criou um aplicativo interativo que ajuda as pessoas a entender o sistema de classificação do atletismo nos Jogos Paralímpicos. Para agrupar atletas com deficiências comparativas, o Comitê Paralímpico Internacional desenvolve diferentes classificações para cada evento em esportes como natação e atletismo. Por exemplo, um atleta com uma ou duas pernas protéticas nunca iria competir na corrida de 100 metros contra um atleta cego. Bianca Rosa, Mariana Ochs, Fabiana Martins, Beatriz Calado, Emily Canto Nunes, Lívia Aguiar e Valéria Zukeran contribuíram para o projeto.

Perfis
Thaís Leão, Ana Paula Blower, Paula Grangeiro, Nathany Santos, Louise Tamiasi, Kiratiana Freelon e Cecília Boechat, criaram um infográfico que mostra a trajetória da atleta Roseane Ferreira dos Santos por meio de cronogramas e gráficos.

Partiu Fazer
A equipe Partiu Fazer, composta por Dayany Espíndola, Anna Cruz, Iana Chan e Carolina Cavaleiro, criou uma série de infográficos que mostram o crescimento dos Jogos Paralímpicos nos últimos 30 anos. Entre 1984 e 2012, o número de países que competem nos Jogos Paralímpicos quase quadruplicou de 45 a 164. Os primeiros Jogos Paralímpicos foram em 1960 e apenas 400 atletas competiram. Quase 4.300 atletas competiram nos Jogos Paralímpicos de 2012 em Londres.

Site Sonoro 
Produziram uma webpage de áudio sobre os Jogos Paralímpicos que pode ser acessada por pessoas com deficiências visuais.

#Mulheresqueinspiram
 
Que mulher te inspira?
Conte para nós quem é e faça uma homenagem a ela.


Jornalistas de “alma feminina” escrevem para mulheres sob ponto de vista masculino


Mulheres em cargos de chefia comentam a ascensão e remuneração do mercado trabalho


Blogueiros de conteúdos masculinos viram leitores por um dia de publicações femininas


Páginas de beleza ganham novas adeptas e tornam próspera a profissão blogueira


Blogueiros "machões" viram leitores por um dia de publicações femininas
 
 
Que mulher te inspira?
Conte para nós quem é e faça uma homenagem a ela.
  Portal IMPRENSA  
   
  Notícias Revista IMPRENSA IMPRENSA Mídia

IMPRENSA na TV

Eventos Oficinas Anuncie Contato  
  Home Home Home Programas Home Cursos Home Editora  
  Opinião Assine Edição do Mês Canal no Youtube Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Conheça + Portal IMPRENSA Redação  
  Especiais Edição do Mês     Prêmio SEBRAE de Jornalismo Descontos Revista IMPRENSA    
  PR Newswire Acervo IMPRENSA     Troféu Mulher IMPRENSA Regulamento IMPRENSA Mídia    
          Fórum Água em Pauta Contato      
          Fórum Liberdade de Imprensa        
          Fórum AIDS e o Brasil        
          Mídia.JOR        
                   


Imprensa Editorial Ltda.
R. Camburiú, 505 - 2º andar - Alto da Lapa | São Paulo/SP CEP 05058-020
www.portalimprensa.com.br | Tel: 011 3729 -6300/4800
.