Inquérito que envolvia ex-jornalista da Band é arquivado pelo Ministério Público de São Paulo

Redação Portal IMPRENSA | 15/03/2012 13:52
O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) arquivou a investigação sobre um suposto envolvimento do jornalista Wagner Império, ex-Band, no favorecimento de pessoas relacionadas à fraude nas finanças do governo de Taboão da Serra. O repórter teria fornecido informações sigilosas, mas o MP diz não ter indícios ou provas para justificar o indiciamento de Império.

Leia também
De acordo com o site Jornal na Net, Wagner Império foi demitido da TV Bandeirantes depois de ter seu nome envolvido nas investigações de um esquema ilícito sobre a arrecadação de IPTU de Taboão da Serra. A investigação começou em junho do ano passado.

Crédito:Divulgação
Ministério Público de SP arquivou inquérito que envolvia jornalista Wagner Império.

Com o arquivamento do caso, o jornalista agradeceu o empenho de seu advogado, Carlos Eduardo Ferreira Santos. “Ele contraditou toda farsa montada pelos policiais de Taboão da Serra”, disse ao Comunique-se. Apesar disso, Wagner afirmou que não voltará a trabalhar no Grupo Bandeirantes. 

Embora se diga aliviado pelo desfecho do inquérito, Wagner chama a atenção para dois fatores. De acordo com ele, não existe “uma linha sequer no inquérito” que indique seu suposto envolvimento na fraude mencionada e lembra que não estava na cidade no dia das prisões dos suspeitos de organizarem o crime. 

Atualmente, Império é diretor de jornalismo e repórter da Rede NGT de televisão.