Gilmar Mendes pede investigação contra a Wikipédia por considerá-la "partidária"

Danillo Oliveira* | 09/08/2012 10:00
Atualizada às 16h

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu à Polícia Federal a abertura de investigação contra a Wikipédia no Brasil, informou O Estado de S.Paulo. 

Leia também

Crédito:Agência Brasil
Gilmar Mendes quer que Wikipédia seja imparcial sobre sua biografia

O ex-presidente do STF tentou corrigir junto ao conselho editorial da enciclopédia virtual no Brasil o que avalia estar "distorcido" em seu verbete. Sem êxito com os editores, decidiu investigar a Wikipédia por julgá-la "partidária”.  

A parte do verbete que motivou a reação do ministro é a que reproduz denúncia da revista Carta Capital a qual ele contesta judicialmente. Mendes sustenta que por ser uma enciclopédia, deve ser estritamente informativa sobre o biografado, sem absorver avaliações de terceiros ou denúncias jornalísticas.

Além disso, o ministro se queixa do fato de o trecho reproduzido da revista ocupar seis parágrafos, espaço bem maior ao destinado à sua carreira de dez anos. Na enciclopédia, seu mandato como presidente do STF foi resumido em apenas um parágrafo.

À IMPRENSA, a Fundação Wikimedia disse desconhecer as acusações do ministro Gilmar Mendes contra a organização. "A Fundação Wikimedia desconhece qualquer acusação formal, embora estejamos cientes da cobertura dessas alegações no Brasil", afirmou.

A Fundação Wikimedia revelou que é uma organização sem fins lucrativos baseada em San Francisco, na Califórnia (EUA), e que, apesar de ter representantes no Brasil, não tem presença formal no país.

* Com supervisão de Vanessa Gonçalves