“É um fenômeno IMPRENSA ter perdurado esse tempo todo ”, diz Nermércio Nogueira

Luiz Vassalo* | 13/09/2012 09:40

Nermércio Nogueira, diretor do instituto Vladimir Herzog, falou sobre o  aniversário de 25 anos da revista IMPRENSA durante abertura do seminário mídia.JOR. Também explicou o papel do instituto na busca pela memória da imprensa alternativa e as possibilidades do jornalismo no futuro.


Leia também

"Nem idade, nem limitação física impedem a vitalidade dele",diz editor sobre Zé Hamilton

Sinval de Itacarambi Leão fala dos marcos da revista IMPRENSA nosúltimos 25 anos

Crédito:Alf Ribeiro
Diretor do Instituto Vladimir Herzog destacou a longevidade da publicação


“A revista IMPRENSA é um fenômeno muito importante, primeiro por ter conseguido perdurar esse tempo todo com todas as dificuldades. Nesses 25 anos, tinha inflação de 1.000% e coisas inacreditáveis. Foi milagroso que a revista conseguisse chegar aonde chegou”, recorda.

Questionado sobre a atividade do Instituto Vladimir Herzog, destacou seu papel de resgatar a história da imprensa alternativa do período daditadura. “Apesar de ter apenas três anos, o instituto também já conseguiu fazer algumas coisas bastante importantes. Nós conseguimos depoimentos de 60 jornalistas que fizeram aqueles jornais e isso virou uma coleção de 41 DVDs com todos os depoimentos na íntegra.”

“Quase a maioria dos veículos de imprensa hoje são alternativos, são blogs, manifestações individuais. Isso gera uma grande dúvida de todos nós que trabalhamos nisso e dos empresários da comunicação. Acredito que o jornalismo continue existindo, mas talvez em formatos diferentes. Só depende de ter textos que interessem as pessoas”, projetou. 


* Com supervisão de Vanessa Gonçalves