Diretor geral do Twitter defende a importância da publicidade nativa

Gabriela Ferigato | 09/10/2013 14:30
“O Brasil é um dos quatro maiores países do Twitter no mundo”, afirmou Guilherme Ribenboim, diretor geral da plataforma, que participou do “Painel Diálogos VII – Mídias sociais como negócio: como gerar receita por meio de novos players” na manhã desta quarta-feira, último dia do mídia.JOR.

Crédito:Alf Ribeiro
Para diretor do Twitter no Brasill, publicidade nativa pode ser boa pedida para as empresas na rede social


Apesar de ter lançado sua operação comercial no Brasil há apenas sete meses, Ribenboim garante que a empresa tem avançando muito no país, principalmente em forma de publicidade. “Comercializamos publicidade para as empresas e temos um produto chamado ‘promoter Twitter’, onde vendemos palavras-chave. Por exemplo: quando a Fiat quer fazer publicidade com a palavra carro, a gente utiliza essa ferramenta”, afirmou. Até o momento, a companhia já possui mais de 50 marcas associadas, entre elas: Fiat, Renault, Bradesco, Itaú, entre outras.

Segundo Ribenboim, é importante entender o Twitter como uma plataforma de integração. “As pessoas precisam ter em mente que cada rede social tem uma finalidade. Na nossa [Twitter], as pessoas vão atrás de conteúdo, pode haver relacionamento, mas não é o principal alvo. Somos uma ponte, onde precisa ter de tudo. Temos links para todos os sites, incluindo o Facebook”, afirmou. Para ele, o objetivo da rede social é que as pessoas achem a informação de seu interesse, mesmo que depois migrem para outra plataforma.

“Quando as empresas perceberem que a nossa publicidade é nativa, isso vai abrir um leque de oportunidades para elas, pois podem conversar de forma massificada. Todo dia há pessoas falando sobre algo que interessa a uma marca e elas têm oportunidade de entrar nessa conversa”, finalizou.

O mídia.JOR acontece nos dias 07, 08 e 09/10, no teatro da Aliança Francesa, em São Paulo (SP). O evento, realizado por IMPRENSA, é patrocinado pela Oi, com apoio da Aliança Francesa, Fenaj, Abert, Abradi, Aner e ANJ.


Leia também
Rubens Valente crê no jornalismo investigativo como solução financeira para os jornais
Presidente da Click Isobar destaca o efeito rastro de pólvora das mídias sociais
Especialistas ressaltam a importância das mídias sociais para promover marcas