SBT demite comentaristas para reduzir espaço opinativo em seus telejornais

Alana Rodrigues* | 10/02/2014 13:45
José Nêumanne Pinto, Denise Campos de Toledo e Carlos Chagas foram dispensados dos cargos de comentaristas do SBT na última sexta-feira (7/2), informou a emissora. A saída dos profissionais está ligada aos planos do canal de dar menos espaço para opinião em seus jornalísticos.

Crédito:Reprodução
José Nêumanne Pinto é um dos comentaristas demitidos pelo SBT

À IMPRENSA, a assessoria disse que os jornalistas foram desligados de suas funções em virtude da reestruturação. "Eles foram dispensados devido à restruturação nos telejornais, uma vez que direção do setor decidiu dar mais espaço à informação".

As demissões já eram analisadas pelo SBT desde o ano passado. No começo do segundo semestre de 2013, os profissionais deixaram de aparecer em destaque no "SBT Brasil".

Jornalista, poeta e escritor brasileiro, Nêumanne começou a carreira em 1968 e passou por grandes redações como nos jornais Folha de S.Paulo e Jornal do Brasil. Ele também é comentarista da Rádio Jovem Pan. 

Denise de Toledo, que atuava como comentarista de economia, prestou serviços para a TV Cultura, Rede Manchete, AOL, Rede TV, além de passar pelos jornais O Estado de São Paulo e Jornal da Tarde.  Há 14 anos, atua como comentarista de economia da Jovem Pan, onde também apresenta o programa diário "Nosso Rico Dinheirinho".

Já Carlos Chagas, que estreou no SBT em 2011, também comenta política na Jovem Pan. O jornalista iniciou a carreira como repórter do jornal O Globo (RJ), em 1958. Em seguida, passou para O Estado de S.Paulo, onde trabalhou por dezoito anos.