Porta dos Fundos aposta em séries e quer transformar a internet na TV do grupo

Redação Portal IMPRENSA | 13/03/2014 14:00
O grupo de humor Porta dos Fundos pretende lançar quatro séries neste ano. Com início em abril, a primeira recebeu o nome de “Viral” e deve tratar sobre a vida de um homem que descobre que tem Aids e sua saga para contar a cada mulher com quem se relacionou de que possui o vírus HIV. 

Crédito:Reprodução
Grupo declina possibilidade de ir para a TV aberta

Segundo a Folha de S.Paulo, cada episódio terá de 10 a 15 minutos e será postado aos sábados no canal do grupo no YouTube. Para Fábio Porchat, um dos sócios, este será o ano de séries e não há previsão de quando outras áreas serão exploradas. Entretanto, qualquer iniciativa para a TV está descartada. "A pergunta é por que iríamos à TV? A gente tem o nosso público, a gente tem anunciante, a gente tem tudo", afirmou.

Em sintonia com o colega, Gregório Duvivier disse que a ideia é fazer da internet a emissora do grupo. "No futuro, pensamos em testar outros gêneros, séries de drama, séries documentais sobre temas que nos interessam”. Porém, para 2015, o grupo poderá lançar seu primeiro filme. "Mas nós só vamos fazer quando tivermos uma boa ideia. Por enquanto não temos nada, só sabemos que queremos fazer", declarou Porchat.

O diretor do Porta dos Fundos, Ian SBF, que também é sócio criador, diz ainda não ter conhecimento sobre o tamanho da popularidade internacional do canal, mas já prepara o terreno. "Ninguém sabe direito, mas o YouTube tem legendas. E nossos vídeos já têm legendas em inglês e espanhol".

Leia também