Thiago Oliveira promete mais interatividade no programa “Tá na Área”, do SporTV

Christh Lopes* | 27/03/2014 15:30
O apresentador Thiago Oliveira estreou na última segunda-feira (24/3) no comando do programa “Tá na Área” do canal SporTV. Com a oportunidade na carreira, ele inaugura uma nova fase da atração, que deve apostar em mais interatividade com o público. Em entrevista à IMPRENSA, Oliveira ressaltou a experiência no rádio destacando a liberdade criativa na emissora.

Com formação em rádio e TV, Oliveira tinha como objetivo ser apresentador desde os 12 anos. Para ele, não há como fugir do jornalismo, “pois é um vício, uma cultura contagiante”. Sua primeira oportunidade na área surgiu na Rádio Cidade, na qual entrou como estagiário e saiu como produtor artístico. O profissional defendeu que todo jornalista deve passar por um estágio em rádio. 

“Era uma estação popular, com samba, pagode, axé... Eu trabalhava de madrugada das 22h às 6h e ia direto para a faculdade. Durante cerca de sete meses ganhava R$ 150. Foi muito difícil, mas sabia que era uma experiência que eu poderia levar para o resto da vida”. Segundo o radialista, para aprender a lidar com o ouvinte, foi necessário imaginar que estava conversando com alguém e que este alguém estaria ouvindo ou vendo de volta. 
Crédito:Divulgação
Thiago Oliveira é o novo apresentador da SporTV
No jornalismo esportivo, começou no “Super Esporte” há quatro anos pela TV Gazeta. Quando deixou a emissora no final de 2013, os convites começaram a chegar, e o contrato com a SporTV foi fechado. “Quando saí, conversei com a equipe do canal, e fomos amadurecendo a ideia [de apresentar o “Tá na Área”]. Logo no ano passado nós entramos em um acordo para que eu fizesse a mudança em março”. 

A primeira aparição no SporTV foi na última sexta-feira (21/3) para uma simbólica troca de comandantes do programa. “Eu dei uma ‘entradinha’ para o Antero passar o ‘bastão’, e na segunda-feira foi a grande estreia. Foi sensacional. Uma grande expectativa tanto da minha parte quanto da casa também. Eu achei que foi positivo”. Questionado sobre as diferenças entre o novo programa e o “Super Esporte”, Oliveira explicou que são poucas. “São dois jornais onde cada um tem uma linguagem, mas o jeito de trabalhar é o mesmo”. 

Torcedor declarado do Brasil, o apresentador vê a cobertura midiática sobre a Copa como positiva, e mantém expectativas para trabalhar durante o torneio pela SporTV. “É o maior evento do mundo para quem gosta do futebol. Iremos receber os grandes ídolos do esporte no nosso país e, independentemente dos problemas, faremos um grande evento.“Minha expectativa é que levantemos o caneco”.
 
Novos rumos

Diferentemente dos dois últimos apresentadores do “Tá na Área”, que deixaram o programa para serem narradores, (Alex Escobar e Antero Neto), Oliveira ressalta que seu desejo é permanecer na função. “Eu não tenho este dom de narrar. Já brinquei em casa e admiro muito quem consegue trocar de função e fazer tão bem como o Alex Escobar está fazendo nestas últimas semanas na Globo, e agora, o Antero pela SporTV. Minha perspectiva de futuro aqui é trabalhar muito, sou ‘peão’ como todo mundo”. 

Para a atração, o apresentador pretende colocar sua marca aos poucos, e destaca a liberdade que o canal está oferecendo desde a sua chegada. “É um processo que leva um tempo para ser colocado em prática, é normal. Vamos ter uma interação com o público, e vira-e-mexe recebemos convidados e comentaristas no programa. A liberdade que tinha na Gazeta eu tenho no SporTV. Tem sido uma adaptação natural”. 

Sobre a nova fase do programa, ele reiterou a importância de cada apresentador deixar sua marca registrada. “Cada um tem seu jeito. E junto com a Bárbara (Coelho) nós vamos imprimir nosso jeito ao programa, para ter uma identidade”.  Apesar do bom momento na SporTV, Oliveira contou que novos projetos não são descartados. Para ele, um retorno ao rádio seria uma realização profissional. “O rádio é um dos meus maiores amores”, e concluiu: “eu não trabalho, eu me divirto. Fico oito horas aqui me divertindo, fazendo o que eu mais amo”. 


* Com supervisão de Danúbia Paraizo.

Leia também