Funcionários da TV Senado relatam abandono de instalações e más condições de trabalho

Redação Portal IMPRENSA | 31/03/2014 16:30
Servidores da TV Senado, emissora pública que cobre o dia-a-dia da Casa há 18 anos, afirmaram que vêm trabalhando há quase um mês sob péssimas condições, com equipamentos sucateados e um mau cheiro proveniente de problemas no esgoto, sem previsão de serem solucionados.

Crédito:Agência Senado
Emissora passar por dificuldades após corte de verbas

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, que teve acesso a e-mails e ouviu relatos diretos de funcionários da emissora, a TV Senado teve os serviços de manutenção suspensos após o fim do contrato de atualização dos equipamentos, em fevereiro.

Nesse período, a emissora opera sem diversas câmeras e ilhas de edição, que deixaram de funcionar, bem como reutilizando fitas de gravação antigas. Até mesmo a impressora está sem tinta. Os funcionários também se queixam do mau cheiro devido ao problema no encanamento, que já chegou a suspender o expediente por uma tarde.

Segundo os funcionários, os problemas começaram após um corte no orçamento imposto pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Em nota, a Casa afirmou que os aparelhos em mau estado serão trocados ainda este ano. Quanto ao esgoto, a manutenção está programada para o próximo sábado (5/4).

Leia também