Com fim da Copa, emissoras procuram estúdios para cobertura da Olimpíada

Redação Portal IMPRENSA | 14/07/2014 13:00
A emissoras de TV brasileiras já começaram a pensar na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro (RJ,) e começaram a buscar por locais em pontos estratégicos da cidade para a instalação de estúdios.

De acordo com a coluna "Outro Canal", do jornal Folha de S.Paulo, além dos estúdios, a organização orçamentária e a disputa por profissionais e jornalistas esportivos também está sendo realizada.

Pela primeira vez os Jogos Olímpicos serão transmitidos por três emissoras abertas no Brasil. Globo, Band e Record possuem os direitos de exibição do evento. Na TV paga, a veiculação fica com a SporTV e Fox Sports.

Já o SBT e a RedeTV! ainda avaliam se vale a pena ou não entrar na divisão, enquanto a ESPN Brasil avança na negociação dos direitos de transmissão. A dúvida dos canais é se haverá audiência e anunciantes suficientes.  
 
Segundo a publicação, calcula-se que a Globo tenha pago algo em torno de US$ 110 milhões (R$ 244 milhões) pelos direitos da competição na TV aberta, na TV paga e na internet. Band e Record teriam investido cerca de US$ 30 (R$ 66 milhões) milhões cada uma pelo evento.

Leia também