Editora Abril demite executivos e reformula UNs para ganhar força no mercado publicitário

Redação Portal IMPRENSA | 26/08/2014 09:00
Atualizado às 11h58
 
Em comunicado, o presidente da Editora Abril, Alexandre Caldini, anunciou na última segunda-feira (25/8) as demissões de Cláudia Vassallo, superintendente de negócios e tecnologia e ex-diretora de redação da Exame; Thais Chede Soares, diretora geral de publicidade; Angelo Derenze, presidente da Casa Cor, Fernando Costa, diretor de assinaturas, e Helena Bagnoli, superintendente do setor de revistas segmentadas.

Crédito:Divulgação
Editora reformulou modelo de negócios para ganhar força no mercado publicitário

A medida faz parte do novo modelo organizacional adotado pelo grupo, cuja intenção é reconfigurar a estrutura das Unidades de Negócios (UN) e criar áreas de orientação e suporte corporativos. Há um mês no cargo, Caldini explica que as medidas visam atender às necessidades estratégicas do redimensionamento da relação da Editora Abril com o mercado publicitário. "Também foi com este raciocínio, e sempre olhando para os nossos processos de gestão de talentos, que desligamos algumas pessoas, movimentamos muitas outras e contratamos no mercado alguns perfis que nos faltavam”.

Também deixam a empresa Claudia Giudice, Guilherme Werneck, Danieli Mastropietro e Sérgio Zális. Na área de Publicidade, os demitidos são os diretores Ana Paula Teixeira, Márcia Soter, Marcos Gomez, Renato Cagno, Robson Monte e Sérgio Amaral, enquanto do Marketing saem os diretores Christiane Ruegg, Claudia Furini, Louise Faleiros, Paulo Camossa e Viviane Palladino.

A nova configuração foi dividida em quatro Unidades de Negócios: "Notícias e Negócios", "Mulheres e Celebridades", "Homem & Fitness e Arquitetura e Design", que ganharam novos líderes e foram estruturadas em três pilares: Editorial, Marketing e Publicidade.

"Notícias e Negócios", que reúne todas as marcas vinculadas a Veja, Exame e ao Brasil Post, conta com divisão editorial - Eurípedes Alcântara com Veja e André Lahoz com Exame. A área fica sob gestão direta do presidente da Abril Mídia, Fábio Colletti Barbosa.  Rogério Gabriel Comprido assume como diretor-superintendente. 

Já "Mulher e Celebridades", que atende títulos como Claudia, Capricho, MdeMulher, AnaMaria, Elle, Estilo, Tititi e  Contigo!, terá Paula Mageste como  diretora-superintendente e comando de Patrícia Hargreaves, que assume, ainda, a direção de redação de Contigo!

Dulce Pickersgill assume a função na "Homem Fitness". A divisão agrupa Disney, editoria Jovem como Superinteressante, Mundo Estranho, Guia do Estudante e Almanaque Abril, editoria Homem com Quatro Rodas, VIP, Playboy, Viagem e Turismo, Guia Quatro Rodas e National Geographic e editoria Fitness com Saúde, Boa Forma, Placar, Men's Health, Women's Health e Runner's World.

"Arquitetura e Design" será comandada por Lívia Pedreira, que ficará responsável por Arquitetura&Construção, Casa Claudia e Casa Cor.

“O que fizemos foi, de fato, uma reestruturação. Profunda, relevante e necessária. Partimos da estrutura ideal e buscamos igualmente as pessoas ideais para as posições-chave”, ponderou Caldini.

O presidente da Abril Mídia, Fábio Barbosa, e Giancarlo Civita, do Conselho de Administração, enalteceu o trabalho dos novos executivos, desejando sucesso à equipe. “Aproveito, também, para reforçar meu apoio e desejar sucesso para este novo time que agora entra em campo e que tem pela frente uma missão tão desafiadora quanto fascinante, que é transformar em valor as oportunidades que estão surgindo neste novo momento da indústria, preservando nossa qualidade editorial”, disse.

Em seu perfil no Facebook, Claudia Vassalo confirmou a demissão e agradeceu aos amigos e profissionais com quem trabalhou. “Um obrigada especial a pessoas a quem devo muito, que me orientaram, me conheceram e reconheceram: Roberto Civita (inesquecível), José Roberto Guzzo, Thomaz Souto Corrêa, Jairo Mendes Leal, Paulo Nogueira, Clayton Netz, Sidnei Basile e Eduardo Eduardo Oinegue. Que privilégio e ter chefes que ensinam”, escreveu.

 “As redações de Exame, PME, Info, VoceSa e VoceRh ficam em ótimas mãos. Tenho certeza de que aqueles que, como eu, saem, vão brilhar em outros lugares. Começo um novo ciclo de construção - e o que mais gosto de fazer”, finalizou.

Desligamentos podem continuar

IMPRENSA apurou que as demissões não foram totalmente consolidadas na última segunda-feira (25/8) e podem continuar ao longo desta terça (26/8). Os funcionários desligados foram comunicados sobre a medida por Fábio Barbosa e já aguardavam uma mudança no grupo desde que Caldini assumiu a Presidência, em julho deste ano. 

Desde as demissões de 150 funcionários em agosto de 2013 e o fechamento de alguns títulos, a Editora Abril iniciou um plano de enxugamento das redações. Um dos demitidos, que não quis se identificar, afirmou que "a situação da Abril não é boa há muito tempo" e que "houve muita mudança em um curto período". Em resumo, "a sangria não é por acaso", acrescentou. 

Leia também