Pesquisa mostra índices de audiência de presidenciáveis nas redes sociais

Redação Portal IMPRENSA | 08/09/2014 17:30
A empresa de marketing digital iProspect divulgou nesta segunda-feira (8/9) o resultado de um monitoramento sobre três dos candidatos à Presidência da República no Brasil em 2014: Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB). A pesquisa mostra os índices de rejeição, aceitação e o tom dos comentários relacionadas aos Presidenciáveis no Twitter, Facebook e outras redes sociais.

O principal assunto das menções aos candidatos no Twitter é o desempenho de cada um nas pesquisas eleitorais. Este é o tema de 29% dos comentários sobre Dilma, 22% a respeito de Aécio e 27% dos tuítes sobre Marina. O maior índice de rejeição nas postagens é da candidata do PT, com 19%. Aécio é rejeitado em 8% dos posts e Marina em 13%.

Crédito:Divulgação
Pesquisa mostra como candidatos aparecem nas redes sociais

O estudo também mostra os índices por tendência. Dilma é a que possui, novamente, o maior percentual de rejeição, com 35% dos tuítes a seu respeito classificados como "negativos"; 4% como "positivos" e a maioria, 61%, como "neutros". A maior parte dos comentários sobre Aécio e Marina também são imparciais: 74% e 70%, respectivamente. O candidato do PSDB é rejeitado em 15% das ocasiões e a do PSB em 18%.

Quando somados os seguidores dos perfis de cada candidato no Facebook, Twitter, Instagram, Google Plus e YouTube, a atual Presidente da República é a candidata que atinge mais usuários: pouco menos de quatro milhões. Marina Silva aparece em segundo lugar, com cerca de dois milhões de pessoas, seguida por Aécio Neves, com um milhão e meio. A maioria dos seguidores de Dilma estão no Twitter, enquanto o Facebook é onde estão a maioria dos eleitores que acompanham os outros dois candidatos.

O estudo também avaliou a presença dos presidenciáveis "nanicos", como a pesquisa chama: Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Eduardo Jorge (PV) e José Maria Eymael (PSDC). Apenas o primeiro, porém, possui audiência consolidada superior a 100 mil usuários, sendo considerado "incipiente". A pesquisa utilizou dados públicos de cada uma das redes sociais coletados entre os dias 27 de maio e 27 de agosto.

Leia também