Em nota, sindicato dos jornalistas acusa "Estadão" de "mascarar" demissões em massa

Redação Portal IMPRENSA | 26/02/2015 15:00
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) publicou na última quarta-feira (25/2) uma nota acusando o jornal O Estado de S. Paulo de tentar "mascarar" um processo de demissões em massa.

Crédito:Reprodução
Sindicato acusa jornal de mascarar cortes em massa e pede fim das demissões

A entidade ainda protocolou um documento pedindo a recondução de seu diretor, Alessandro Giannini, ao cargo de editor-assistente de "Internacional" na publicação. Ele foi demitido na terça (24/2).

O SJSP afirma que, somente em fevereiro, mais de 10 profissionais foram demitidos do Estadão e "há boatos" de que as dispensas continuarão. Além de recontratar Giannini, a entidade pede também a interrupção das demissões e uma reunião de emergência para tratar do assunto. A entidade afirma que seu departamento jurídico está "tomando as medidas necessárias".

Os cortes estariam sendo feitos para reduzir custos e "a conta-gotas" para evitar processos na Justiça. Em reunião com um representante do Estadão, o Sindicato foi informado de que não há demissões em massa, mas dispensas pontuais em cargos que já foram repostos. Funcionários do jornal, porém, afirmam o contrário.

Procurado por IMPRENSA, Ricardo Gandour, diretor de conteúdo do jornal, não foi localizado para comentar o assunto.

Leia também