Cartunista que criticou Universal recebe nova advertência para tirar charge do ar

Redação Portal IMPRENSA | 09/04/2015 14:00
O cartunista Vitor Teixeira, que no fim de março produziu uma charge criticando a Igreja Universal do Reino de Deus, diz ter recebido uma nova advertência da instituição. A mensagem encaminhada pelo setor jurídico da IURD diz que "é necessário respeitar o direito de crença e liturgia protegido constitucionalmente".

Crédito:Reprodução/Vitor Teixeira
Cartunista diz que não vai intimidar com notificações da Universal

Teixeira publicou no fim de março uma charge mostrando um gladiador, ostentando o símbolo da Universal, atravessar uma espada pelo corpo de uma umbandista. A arte remetia ao projeto "Gladiadores do Altar", que gerou polêmica nas redes sociais com vídeos que mostravam fiéis da IURD em roupas militares, marchando e gritando palavras de ordem.

O cartunista recebeu uma notificação extrajudicial, pedindo que o desenho fosse retirado de sua página do Facebook. Teixeira removeu a arte e, em seguida, publicou uma nova, mostrando mãos algemadas com o símbolo da Universal segurando um lápis diante de uma folha em branco. "Não me calarão", dizia a legenda.

Segundo o Brasil Post, a IURD encaminhou uma nova notificação ao artista, afirmando que "continuará a resguardar seus direitos de terceiros que os violem”. "Não me interessa saber o que o jurídico deles pensa. Se quiserem atuar, que atuem na Justiça, não com mais e-mails intimidadores", declarou Teixeira, afirmando que está sendo "juridicamente assessorado".

No dia 31 de março, o cartunista publicou uma nova charge fazendo referência à Universal. Nela, o mesmo gladiador da primeira imagem conversa sobre uma mesa com um estudante de medicina da USP, vestido como um membro do Ku Klux Klan. "Tá f... essa semana, né?", diz o gladiador. O estudante responde: "Tá! Maior perseguição".

Leia também