Alerj derruba veto de Pezão e jornalistas do RJ conquistam piso salarial

Redação Portal IMPRENSA | 07/05/2015 11:30
Os jornalistas do Rio de Janeiro têm agora um piso salarial fixado em lei. Na última quarta-feira (6/5), os deputados derrubaram o veto do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) que excluía os profissionais da última faixa de remuneração do piso regional, de R$ 2.432,72 para jornada de cinco horas.

Crédito:Agência Brasil
Deputados derrubaram veto do governador e jornalistas terão piso salarial no RJ

De acordo com o jornal carioca Extra, entre 45 parlamentares presentes, somente o líder do governo, Edson Albertassi (PMDB), Danielle Guerreiro (PMDB) e Jânio Mendes (PDT) votaram pela manutenção do veto.

A inclusão dos jornalistas foi aprovada pela Assembleia Legislativa do RJ (Alerj) em março, mas vetada pelo governador Pezão. Segundo o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (RJ), a medida foi influenciada por donos de órgãos de mídia do interior do Estado, que alegaram a possibilidade de uma ‘onda de demissões’ de jornalistas. 

Durante a votação da última quarta (6/5), até mesmo a bancada do partido do governador, o PMDB, recomendou votação pela derrubada do veto. O valor para ensino superior pode chegar até R$ 2.866 e é válido para todos os que já estão trabalhando. A lei deve passar por revisão para adequar a quantia à realidade do mercado.

Para o Sindicato, a mobilização dos jornalistas nos atos e nas redes sociais foi essencial para a conquista. "A inclusão no piso regional deve favorecer, inclusive, as negociações deste benefício na campanha salarial", completou.

Leia também