MPF tira rádio de MG do ar por alugar concessão sem autorização

Redação Portal IMPRENSA | 13/05/2015 14:00
No último sábado (09/05), a rádio evangélica Feliz FM, que substituiu a rádio Guarani FM, emissora tradicional de Belo Horizonte (MG), foi obrigada a sair do ar por conta de um processo realizado pelo Ministério Público Federal (MPF). 
Crédito:Reproduição
Frequência da Guarani FM foi alugada para Feliz FM
rádio Guarani FM deixou de funcionar no final de abril para dar lugar a Feliz FM, do grupo gospel Feliz FM Sat, de São Paulo. A frequência 96,5 FM foi alugada por cerca de 20,8 milhões de reais. Para o promotor Jefferson Dias, a Feliz FM não pediu ao Governo Federal a concessão da rádio, o que torna a negociação ilegal. 

"Só a pessoa que ganhou a concessão pode exercer esse direito, sem poder conceder a terceiros. Se ela opta por não exercer, ela deve devolver a concessão", disse Dias, que acredita que a ação pode gerar uma proibição de novas concessões à rádio. 


Desde a mudança de dono da rádio, no dia 1º de maio, a emissora virou alvo de protestos por parte de seus ouvintes. Segundo o site Planeta Osasco, fãs de BH estão reclamando do fim da rádio, que tinha sua programação voltada aos clássicos do rock, jazz, da bossa nova, MPB e das trilhas sonoras de cinema.