Edir Macedo negocia compra da rede CNT por R$ 300 milhões, diz site

Redação Portal IMPRENSA | 14/05/2015 11:00
A Igreja Universal do Reino de Deus está em negociações para comprar a rede CNT, sediada em Curitiba (PR). Segundo o site Notícias da TV, uma fonte da instituição informou que as quatro geradoras e 50 retransmissoras, espalhadas por 16 Estados e Distrito Federal, são avaliadas em pouco mais de R$ 300 milhões. 

Crédito:Divulgação
Líder da Igreja Universal planeja compra de emissora de TV

A igreja de Edir Macedo já ocupa 22 horas da grade do canal. Com a aquisição, estenderá seu domínio sobre as congregações concorrentes. A Universal disse que a compra "não procede" e a CNT também negou a venda.

As possíveis negociações ocorrem desde 2013. Há pouco mais de dois anos, Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, quase comprou a emissora. À época, a Universal já queria adquirir o canal, mas apenas conseguiu fechar contrato de "locação" de 22 horas. A medida gerou a demissão de mais de cem funcionários.

Desde o ano passado, tramita na Justiça Federal em São Paulo uma ação civil pública, movida pelo Ministério Público Federal, que contesta a legalidade do contrato entre a CNT e a Universal. O MP avalia que o acordo configura "alienação de concessão pública". 

Na ação, a Procuradoria pede a suspensão das concessões da CNT e o bloqueio dos bens dos envolvidos. Por determinação da Justiça Federal, o Ministério das Comunicações teve de abrir procedimentos administrativos para verificar a relação da igreja e o canal.

A legislação que regulamenta a televisão aberta restringe a 25% o espaço de publicidade na grade, assim, as 22 horas da Universal seriam ilegais. O material, entretanto, pode ser considerado como conteúdo de programação e não como publicidade.
 
Leia também