Jô Soares culpa ECAD por "corte" de transmissão de seu programa na CBN

Redação Portal IMPRENSA | 14/05/2015 16:30
Na última terça-feira (12/5), o apresentador da TV Globo, Jô Soares, informou que a rádio CBN deixou de transmitir seu programa, que era apresentado simultaneamente à exibição na TV, por conta de exigências do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) sobre pagamentos autorais de trilhas e músicas executadas durante a atração. 

Crédito:Divulgação/TV Globo
Emissora deixou de transmitir "Programa do Jô" por disputa com Ecad

Segundo o blog de Flávio Ricco, do UOL, a Globo se negou a pagar os valores estipulados pela entidade e, por este motivo, retirou o programa do rádio. 

Em comunicado, o ECAD ressaltou que não realiza cobranças individuais ou avulsas de qualquer programa de rádio. Além disso, a instituição informou que a CBN, por ter cunho jornalístico, conta com uma redução de 75% em relação aos valores pagos por direitos autorais. 

"Comparada a outras rádios de mesmo porte e potência, a CBN conta com uma redução de 75% em relação ao valor da retribuição autoral, justamente pela natureza de sua programação, que utiliza menos músicas que uma rádio comercial. Lamentamos e decisão da CBN. Contudo, o que não pode ser ignorado é o direito dos autores de serem remunerados pelo uso de suas obras", disse o ECAD. 


Leia também
ESPN fecha rádio após oito anos, demite funcionários e anuncia foco no digital
Portal Terra estreia boletim diário em vídeo com as principais notícias do dia
Chamada de vídeo pelo Facebook Messenger está ativa no Brasil