Maria Júlia Coutinho recebe comentários racistas no Facebook; equipe do "JN" responde

Redação Portal IMPRENSA | 03/07/2015 14:30
Atualizado às 16h34

A jornalista da Rede Globo, Maria Júlia Coutinho, foi vítima de racismo na página oficial do “Jornal Nacional” no Facebook na noite da última quinta-feira (2/7).

Segundo A Tarde, as ofensas foram feitas em uma publicação que falava sobre a previsão do tempo, na qual foi utilizada a foto da repórter. Alguns comentários associaram ela a um animal.

Crédito:Divulgação
Internauta disse que jornalista ganhou espaço no telejornal por cota racial

Outro post afirmava que ela conseguiu o trabalho na emissora por causa de sua cor. “Só conseguiu emprego no ‘Jornal Nacional’ por causa das cotas. Preta imunda”, disse uma usuária da internet.

No entanto, logo após os comentários pejorativos, outros internautas saíram em defesa da repórter. Um rapaz escreveu que tirou foto dos comentários e que iria levar a imagem para autoridades cabíveis. “Racismo é crime”, afirmou.

Outra pessoa diz que se sentia “envergonhada pelos comentários racistas” e gostaria que os responsáveis fossem punidos. “A internet não é uma terra sem lei”, alega no comentário. 


Resposta do "JN"

A apresentadora também foi xingada em seu Twitter. Um usuário da rede social disse para ela "sair da TV, forçada demais". Maria Júlia respondeu o comentário com a frase: "beijinho no ombro".


Contra os comentários racistas, a equipe do "Jornal Nacional", comandada pelos âncoras William Bonner e Renata Vasconcelos, gravou um vídeo para sua página do Facebook. Com a hashtag "#SomostodosMaju", a produção respondeu as ofensas feitas à jornalista.


Assista ao vídeo:




Leia também
Maria Julia Coutinho diz que Chico Pinheiro inventou seu apelidou e levou bronca por isso
William Bonner pede “calma” a Maria Julia Coutinho no “Jornal Nacional”
Jornalista do DF é alvo de racismo no Facebook; Polícia Civil investiga o caso