Quatro jornalistas franceses são libertados após 10 meses de sequestro na Síria

Redação Portal IMPRENSA | 19/04/2014 12:30

Quatro jornalistas franceses sequestrados no norte da Síria há dez meses foram libertados na madrugada deste sábado (19/4) próximos à fronteira turca, informou o jornal Hürriyet. A notícia foi confirmada pelo presidente da França, François Hollande.


Crédito:Agência Brasil
Hollande confirmou a libertação dos jornalistas

Segundo a EFE, em sua declaração, o chefe de Estado francês expressou "imenso alívio" e disse que os profissionais estão bem de saúde.


Os repórteres – Nicolas Henin, Pierre Torres, Edouard Eliase Didier François –,  que estavam com os olhos vendados e as mãos amarradas, foram descobertos pelos militares turcos quando se aproximavam da fronteira.


Os quatro tinham sido abandonados por seus sequestradores, provavelmente membros do Exército Islâmico do Iraque e Levante (ISIL), perto de um posto militar do município turco de Akçakale, na província de Sanliurfa.


Leia também

- Síria lidera ranking de impunidade em crimes contra jornalistas; Brasil fica em 11º lugar

- Três funcionários de TV do Hezbollah são mortos na Síria

- Jornalista afirma que ataque químico na Síria foi obra do governo da Turquia