Em meio a escândalos, diretor de comunicação da Fifa pede demissão do cargo

Redação Portal IMPRENSA | 11/06/2015 14:00
Nesta quinta-feira (11/6), o diretor de comunicação da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Walter De Gregorio, anunciou seu pedido de demissão com efeito imediato da entidade, na qual trabalha desde 2011. 

Crédito:Reprodução/Fifa
Walter De Gregorio segue como consultor da entidade até o fim do ano

De acordo com a AFP, mesmo deixando o cargo, o executivo prosseguirá como consultor da Fifa até o fim deste ano. O ex-diretor renuncia o posto num momento crítico para a organização, que vem sendo investigada por um escândalo de corrupção. 

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, publicou uma nota a respeito da saída de Gregorio. "Walter trabalhou incrivelmente duro nos últimos quatro anos e somos imensamente gratos por tudo que ele fez. Estou feliz por podermos seguir contando com sua experiência até o final deste ano", disse. O ex-chefe de comunicação, Nicolas Maingot, assumirá o cargo interinamente. 

O Parlamento Europeu também anunciou que pretende pedir a saída imediata de Joseph Blatter da presidência da Fifa. O presidente renunciou no último dia 2 de junho, quatro dias após ser reeleito. A entidade afirmou na quarta (10/6) que realizará uma reunião extraordinária para decidir as datas para a eleição do novo presidente da instituição – que deve acontecer entre dezembro deste ano e março de 2016. 

Além de Blatter, que segue sendo investigado pelas autoridades dos Estados Unidos, sete dirigentes foram presos no final de maio, entre eles o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin. 


Leia também
"CBF ainda não compreendeu que a época de ‘calar’ jornalistas já passou", diz Jamil Chade
Por unanimidade, STF libera publicação de biografias sem aprovação prévia
BBC obtém acesso a documentos que detalham esquema de suborno de Jack Warner