"Troféu Mulher IMPRENSA" consagra jornalistas e homenageia Mônica Waldvogel

Redação Portal IMPRENSA | 08/03/2012 11:28

Na última quarta-feira (7/3), aconteceu a cerimônia de entrega da oitava edição do Troféu Mulher IMPRENSA, no Club A, em São Paulo (SP). O prêmio reconheceu o trabalho de jornalistas em 14 categorias e homenageou Mônica Waldvogel por sua contribuição ao jornalismo. “Fiquei emocionada ao saber que colaboro tanto com a profissão”, disse ao receber o troféu das mãos da primeira-dama do Estado, Lu Alckmin.


Leia também


- Veja galeria de fotos da festa de entrea do "8º Troféu Mulher IMPRENSA"

- Confira o site especial do "Troféu Mulher IMPRENSA"


O evento reuniu jornalistas e profissionais do mundo corporativo, social e político. Além da primeira- dama paulista, marcaram presença na cerimônia Nemércio Nogueira, diretor do Instituto Vladimir Herzog; Amaury Jr., Décio Paes Manso e Thales Toffoli, sócios fundadores da Maxpress; Bruno Caetano do Sebrae-SP; Rubens Amaral Jr, sócio-diretor do Club A; Renato Sardenberg, editor do "Entre Aspas", da Globo News; Selma Rita Severo Lins, coordenadora do "Jornal Nacional" em São Paulo; Caetano Bedaque, diretor de comunicação da RedeTV; Pedro Renato Eckersdorff, presidente executivo da Anatec, entre outros.  

Crédito:Alf Ribeiro
Premiadas da oitava edição do "Troféu Mulher IMPRENSA" posam com Lu Alckmin e os promotores do evento

Nesta edição, o prêmio alcançou marca histórica de 198 mil votos, batendo recorde no número de votantes e ratificando sua relevância na área. “Qualquer prêmio que seja promovido por veículos respeitados, como a Revista IMPRENSA, tem que ser aplaudido”, disse Amaury Jr. durante o evento. 


Para Décio Paes Manso, da Maxpress, apoiadora do evento desde sua primeira edição, a relevância do Troféu está em seu gesto. “O prêmio não vem de uma necessidade de afirmação da mulher porque elas já ocuparam seu espaço. É uma homenagem e uma gentileza a elas”, definiu. Nemércio Nogueira também destacou a importância de tal reconhecimento. "Nunca é demais premiar jornalistas que tem ofício ingrato e sacrificante", disse.


As finalistas Ana Luiza Daltro, repórter de Veja, Malu Weber do Grupo Votorantim, Sophia Camargo do R7 e Vany Laubé do blog Mosaico Social também compareceram à festa e foram constantemente lembradas pelas premiadas. “Ser indicada já é o prêmio por causa do alto nível do júri”, disse Mara Luquet homenageando as colegas que competiram com ela e valorizando a primeira fase do prêmio em que um júri de excelência, composto por profissionais de relevância do mercado brasileiro, indicam as profissionais que competiram em votação popular. 


Crédito:Alf Ribeiro
Lu Alckmin, Mônica Waldvogel e Sinval de Itacarambi Leão




Premiação


Apresentado pela jornalista Anelise de Oliveira, a cerimônia teve início com o discurso de Sinval de Itacarambi Leão, diretor responsável e criador de IMPRENSA, que destacou a relevância e os avanços da mulher na sociedade e no mercado de trabalho. “É o ano de valorização profissional do trabalho feminino”, disse. 


Miriam Leitão, única vencedora em duas categorias nesta edição, tornou-se a maior ganhadora do Troféu e destacou a necessidade de continuar batalhando pelos direitos da mulher. “Dedico esse prêmio às minhas netas que viverão em um mundo igual entre homens e mulheres porque eu lutei”, disse emocionada.


Todas as premiadas fizeram questão de destacar a importância e o gosto pelo jornalismo. “Tenho muito orgulho em ser jornalista”, disse Vera Araújo, vencedora na categoria repórter de jornal. Monalisa Perrone, tri-campeã como repórter de telejornal, falou sobre a relevância do trabalho em equipe no jornalismo e, Maria Inês Dolci, melhor jornalista de mídias sociais, destacou o público. “Fiquei surpresa ao ver a importância do consumidor para vencer este prêmio”, disse. 


"Troféu Mulher IMPRENSA"


Idealizado pelo Portal e Revista IMPRENSA - que completa 25 anos de fundação em setembro deste ano - , em parceria com Maxpress, Boxnet e apoio do Club A, a oitava edição do “Troféu Mulher IMPRENSA” tem o objetivo de homenagear as mulheres que mais se destacaram em suas áreas de atuação em 2011. 


As finalistas de cada uma das 14 categorias foram indicadas por um júri de excelência, composto por profissionais de relevância do mercado brasileiro, representantes da Maxpress e das redações da Revista e do Portal IMPRENSA. As mais votadas de cada categoria seguiram para uma votação popular pela internet, que contou com mais de 198 mil votos nesta oitava edição.