Em nota, sindicato dos jornalistas repudia demissões da Band em Barra Mansa (RJ)

Redação Portal IMPRENSA | 05/04/2013 12:30

Na última quarta-feira (4/4), a TV Bandeirantes realizou  demissão em massa em sua afiliada de Barra Mansa (RJ). De acordo com o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, foram dispensados 30 dos 52 funcionários da emissora, adquirida em 2006 pelo grupo. Os cortes não atingiram apenas os profissionais da redação, mas também da área administrativa.


Leia também

Band fecha emissora de rádio esportiva em Porto Alegre (RS)

Entrevista do "CQC" com o deputado José Genoino gera polêmica na internet

- Em evento, Band anuncia plano publicitário para a Copa do Mundo de 2014

Programas locais, como “Tô na Área (esportes)”, “Band Cidade” e “Entrevista Coletiva” foram extintos e, partir de agora, a emissora se limitará a retransmitir o sinal gerado pela Bandeirantes no Rio de Janeiro.

Somente duas equipes de jornalismo deverão mantidas, uma em Barra Mansa e outra em região do estado ainda a ser definida, comenta a nota.

“O Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro manifesta a sua solidariedade aos profissionais demitidos e repudia essa medida ofensiva aos trabalhadores e aos interesses do público, que fica privado da programação regional.  Isso acontece pouco tempo depois das emissoras de TV do Rio de Janeiro alcançarem um lucro de 12,3% nos dez primeiros meses de 2012, segundo dados do Projeto Inter-Meios, praticamente o dobro da inflação do período”, diz o comunicado.

Procurada, a emissora ainda não se posicionou sobre o assunto.


Direitos sindicais

Na nota, o sindicato diz que a situação dos jornalistas do sul Fluminense é agravada pela existência de um Sindicato regional, criado com a invasão da base do Sindicato dos Jornalistas do Estado e que não é reconhecido pela Federação Nacional dos Jornalistas. “Esse sindicato regional não tem qualquer compromisso com a categoria, servindo apenas aos interesses patronais”, afirma.

Sindicato estadual pede aos jornalistas do Sul Fluminense que repudiem esse sindicato regional e se unam em torno do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, “legítimo representante da categoria em todo o interior fluminense, cuja diretoria está agendando uma reunião com a Band para negociar uma alternativa às demissões”, finaliza o texto.