Após polêmicas, Rachel Sheherazade deixa de emitir comentários no "SBT Brasil"

Redação Portal IMPRENSA | 14/04/2014 18:15
Nesta segunda-feira (14/4), o SBT divulgou comunicado informando que, após as polêmicas com as opiniões da apresentadora Rachel Sheherazade, a emissora decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos apenas em forma de editorial.

Crédito:Divulgação
Apresentadora não emitirá opiniões em telejornal do SBT

Segundo a emissora, a medida tem como objetivo preservar Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que seguem no comando do "SBT Brasil".

A jornalista virou alvo de críticas após comentar, no dia 5 de fevereiro deste ano, a prisão de um adolescente acusado de praticar roubos e furtos no Rio de Janeiro (RJ). O rapaz foi espancado e depois preso pelo pescoço, sem roupa, a um poste.

Para Rachel, “no país que ostenta incríveis 26 assassinatos a cada 100 mil habitantes, que arquiva mais de 80% de inquéritos de homicídio e sofre de violência endêmica, a atitude dos vingadores é até compreensível”.

Entidades de imprensa e parlamentares criticaram o posicionamento da jornalista, tachado como incitamento à violência. Em razão disso, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) encaminhou um representação à Procuradoria Geral da República contra o SBT e a jornalista.

A parlamentar alega que a jornalista deve responder pelos crimes de apologia e incitamento ao crime, à tortura e ao linchamento e ainda pede que a concessão da emissora paulista seja reavaliada, bem como os investimentos em publicidade o governo federal.

A Procuradoria Geral da República acatou o pedido e analisa se a emissora e a apresentadora estão implicados em algum crime.



Veja o comunicado na íntegra:


Em razão do atual cenário criado recentemente em torno de nossa apresentadora Rachel Sheherazade, o SBT decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos unicamente pelo Jornalismo da emissora em forma de Editorial.

Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil.