Ana Paula Padrão admite que Globo a deixava “tristonha” e “pela metade”

Redação Portal IMPRENSA | 06/05/2014 14:00
A jornalista Ana Paula Padrão participou do programa “The Noite”, do SBT, para lançar o livro “O Amor Chegou Tarde em Minha Vida” e não fugiu das questões formuladas pelo apresentador Danilo Gentili. Durante a conversa, a profissional falou sobre a obra, a carreira e os projetos futuros. Com passagens sobre sua trajetória, Ana declarou que a publicação não é uma autobiografia. "É a minha história como pano de fundo para a de muitas mulheres, de minha geração, muito sozinhas”.

Crédito:Reprodução
Jornalista disse que antiga emissora a deixava "tristonha"

A jornalista contou como é difícil conciliar a vida profissional impecável com uma dinâmica e agitada. "Sou uma pessoa feliz hoje. Eu achava que era feliz, mas vejo uma pessoa triste lá atrás. Acho que sou mais viva e tenho mais brilho no olho". Em seguida, Gentili afirmou que deixar a Rede Globo foi uma atitude ousada da jornalista, pois seria a emissora que a maioria dos profissionais da área almejam trabalhar, mas, ela explicou que não é uma pessoa acomodada.

"É muito confortável estar na bancada. É um funil muito grande para chegar até lá e, quando a gente chega, não quer levantar mais. Eu preciso levantar, ir para lugares. Eu entrei com 21 anos e saí com quase 40 e não era mais ali que eu iria conseguir outras coisas na vida. Era difícil explicar isso. Não é algo que você comunica facilmente. Talvez eu tenha errado por não saber como explicar. Hoje sou mais madura e vejo com mais clareza isso. Mas o fato é que essa pessoa mais leve e feliz de agora é fruto do rompimento daquilo que me deixava mais tristonha, meio pela metade”, respondeu.

Assista ao vídeo:





Leia também