Senadora ofende Rodrigo Constantino no Twitter e jornalista responde em coluna

Redação Portal IMPRENSA | 31/10/2014 17:00
Chamado de ‘terrorista e reacionário’ pela senadora Katia Abreu (PMDB-TO) após a publicação da última edição da revista Veja, o colunista do site da publicação e do jornal O Globo Rodrigo Constantino fez um artigo respondendo os comentários da parlamentar no Twitter.

Crédito:Reprodução/Facebook
Jornalista respondeu ataques da senadora no Twitter

No texto publicado na manhã desta sexta-feira (31/10), o economista afirma que já foi convidado para um almoço com a política por meio de sua assessoria de gabinete e aponta contradições nos discursos dela.

Por meio de seu perfil no microblog, Katia Abreu disse que iria processar o jornalista por “discriminação e bullying”. Ela ainda postou termos pejorativos ao mencionar o desafeto. “(Ele é um) xiita de extrema direita. Patrulheiro arrogante e reacionário. Não devo satisfação, pois não lhe devo nada. A arrogância que usa no seu dia a dia é semelhante à arrogância dos ditadores bolivarianos. O senhor me provoca náuseas. Terrorista e reacionário. Não tenho medo de você, seu fascista barato”.

Artigos do colunista questionando o discurso da senadora durante a campanha presidencial teriam motivado os ataques dela ao jornalista na rede social. Membro do Instituto Liberal, Constantino defende o neoliberalismo e revela descontentamento por ela dizer que também possui a mesma linha de pensamento, mas apoiar publicamente a “representante dos bolivarianos no Brasil”, em referência à presidente Dilma Rousseff.

Crédito:Reprodução
Senadora disse que Constantino é "patrulheiro reacionário"

“Isso tudo, esse destempero todo, essa raiva, esse ódio, só porque tenho cobrado da senadora coerência! Ou seja, costumo comentar seus excelentes artigos na coluna de sábado da Folha, e depois comparar o conteúdo do que é dito ali com suas ações. Teoria x práxis”, declarou.

Por fim, Constantino afirma que não se deixará intimidar pela ameaça de ser processado e garante que deverá manter o tom de críticas sobre a senadora reeleita. “Mesmo com sua imunidade parlamentar, quem pode ser processada por calúnia e difamação, ao me acusar de terrorista e fascista, é a senhora!”.

Procurada por IMPRENSA, a senadora Katia Abreu (PMDB-TO) não foi encontrada em seu gabinete em Brasília (DF) para comentar a posição do colunista. A assessoria da parlamentar também não se manifestou.

Leia também