Jornalista Revelação na Web
AMANDA AUDI
(The Intercept Brasil)
Repórter do Intercept Brasil em Brasília
Beatriz Montesanti
(Band Notícias)
Juliana Wallauer
(Podcast Mamilos/B9)
 
 
Marina Rossi
(El País Brasil)
Talyta Vespa
(UOL)
 
.
Qual é a importância para você deste reconhecimento coletivo, por meio do Troféu Mulher IMPRENSA?

Sempre acho muito importante dar visibilidade para o trabalho de nós, mulheres jornalistas, mas isso se torna mais imprescindível pelo momento em que vivemos. Estamos sob ataque não só ao jornalismo profissional, mas também especialmente contra nós mulheres, com ofensas machistas. Não tem problema em criticar o trabalho, mas o que vemos são xingamentos pessoais, para nos diminuir enquanto pessoas. Nos chamam de feia, vagabunda, vadia e tantos outros. Fazer jornalismo no Brasil sempre foi desafiador. Fazer jornalismo no Brasil de hoje, sendo mulher, é muito mais. Por isso é essencial nos reconhecermos e valorizarmos o nosso trabalho, que é indispensável para uma democracia sadia.

Quais são os caminhos para fortalecer o jornalismo feito por mulheres, em meio aos ataques e ofensas nas redes?

Acredito que esse é um debate importante e que não existem respostas prontas. Iniciativas como a do prêmio são boas para dar visibilidade e reconhecimento ao nosso trabalho. Também acho ótimo que muitas de nós estamos nos unindo contra os ataques do governo contra jornalistas como Patrícia Campos Mello, Miriam Leitão e Vera Magalhães. Não há nada mais importante do que estarmos lado a lado, independente de veículos concorrentes ou qualquer outra coisa. Felizmente vejo isso acontecendo e espero que se intensifique. Para mim, é muito simbólico receber essa homenagem logo após o 8 de maio. Conheci o trabalho de outras mulheres inspiradoras e espero que nos aproximemos para seguirmos juntas.

  Clique nas fotos para conferir os depoimentos.  
       
 

Imprensa Editorial Ltda.
Fone: (11) 98204-0002 - www.portalimprensa.com.br
Caixa Postal 72022 - São Paulo - SP - CEP: 05339-970
Todos os direitos reservados